Sábado, 08 de outubro de 2011, 16h32

Tamanho do texto A- A+
Comunidade Aparecida
Nascimento da Paróquia Nossa Senhora Aparecida
BREVE HISTÓRICO DA FUNDAÇÃO DA PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA

SuzanaLuz

Em Fevereiro de 1988, a Paróquia Nossa Senhora da Guia foi desmembrada e criou-se a Paróquia Nossa Senhora Aparecida. O Jardim Nossa Senhora Aparecida abriga a Comunidade Nossa Senhora Aparecida que é a Matriz da Paróquia.

Hoje, a Igreja-Matriz tem uma estrutura razoável, pois é ampla, limpa, organizada. Mas nem sempre foi assim: Tudo começou em 1979. Este foi um ano em que muitas famílias de outros estados chegaram ao Jardim Nossa Senhora Aparecida. Por isso, um padre foi solicitado na Paróquia da Guia e a comunidade começou a ter missa em um bar, cujos proprietários eram a Cleuza e o Etevaldo.

O lugar era tomado pelos moradores dos arredores e a missa era bem cedo, às 07h, nos domingos. As poucas pessoas que tinham carro revezavam-se em buscar o padre, pois ele não sabia dirigir.

Em mutirão, limparam o terreno, onde seria erguida a capela. Primeiramente levantaram algumas estacas e cobriram a edificação com PALHA.  Não demorou muito, a construção de palha foi deixada para trás e, em seu lugar, ergueram uma capela de alvenaria.

A construção não ocorreu de uma só vez. Ela foi sendo feita de acordo com os eventos promovidos na comunidade.
  Em 1984, foram implantadas, posteriormente, a Catequese e o grupo de Jovens Shuva.

Esta era a realidade até o início da década de 80. Depois disto, houve um desafio maior: construir uma Igreja que abrigasse a população, cada vez mais numerosa, que ocupava as imediações. Foi desta carência que a ideia de elevar uma Igreja foi concretizada. Assim, em 12 de outubro de 1985, foi lançada a PEDRA  FUNDAMENTAL, em uma cerimônia muito simples, mas extremamente significativa para as lideranças e devotos.

Com o apoio do Bispo Dom Bonifácio, a comunidade recebeu doação em dinheiro da Alemanha para dar continuação aquilo que já estava iniciado: alicerce e metro de parede. Vale ressaltar uma curiosidade: embaixo do altar da Igreja-Matriz há uma URNA enterrada com uma lista com o nome de mais de 100 participantes de pastorais e movimentos.
 
A cada ano, a comunidade traçou um objetivo:
• fazer a instalação elétrica da Igreja (07/88);
• colocar piso de cerâmica(09/88);
• pintar o templo por dentro(07/89);
• depois por fora (1989);
• colocar ventiladores (10/89);
• fazer o forro; colocar bancos novos (01/90);
• erigir a praça na frente da Igreja (07/90);
• erguer o barracão (09/91);
• construir os banheiros; construir as salas de catequese(1992);
  Depois disto tudo concretizado: contratar caseiro, comprar cascalho para o pátio, reformar o que já estava construído, além de investir nos trabalhos de pastorais.
  Nestas ocasiões, a comunidade participa ativamente com doações, com articulações, com o dízimo,  trabalhando em eventos e atividades pastorais.

FOTOS/ ARQUIVO SUZI

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



   
1 Comentário(s).
achei super legal a matéria pois era de uma tarefa escola e gostei de sber sobre a historia da igreja pois eu não sabia e se hj ela esta assim e pela colaboração de todos e eu frequento 10 amei saber sobre a historia....
enviada por: luiza pereira costa de arruda     Data: 28/04/2015 15:03:13
Comente está matéria

Leia mais sobre este assunto:
»Nascimento da Paróquia Nossa Senhora Aparecida